terça-feira, 23 de julho de 2013

Primeiro choque.

É com muita dor que partilho contigo o que acabei de ver e suspeitar. Ontem sonhei, como tem sido estranhamente recorrente, com o meu primeiro amor. História linda e trágica digna de Shakespeare. Como habitual, nesses sonhos sinto-me extremamente bem e feliz ao lado dele, pessoa com quem não falo há quase 5 anos. Já nem me lembro porque, e não foi à falta de tentativas. Há algo que me alerta para ele há uma serie de tempo. Acho que ele se matou de amor. Tenho o coração colado as costelas.